Educação

Educação da Bahia concede estímulo à permanência de professores em atividade de classe 

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia publicou, neste sábado (15), no Diário Oficial, a relação dos  883 professores da rede pública estadual dos Ensinos Fundamental e Médio que aderiram à Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe implementada pela Lei  n° 13.595/2016. A bolsa, de R$ 800 para 20h e de R$ 1.600 para carga horária de 40 horas, será concedida aos educadores que, tendo implementado os requisitos para a aposentadoria voluntária, optaram por permanecer em atividade e passa a valer a partir de hoje, com pagamento na folha de julho.

“A Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe será deferida por um período máximo de dois anos, podendo ser prorrogada por igual período por uma única vez. É uma iniciativa que reflete os esforços empreendidos pelo Governo do Estado para melhorar a educação pública. Afinal, estamos tratando de professores com larga experiência, profissionais que dedicaram suas vidas à escola e que, portanto, podem optar em continuar contribuindo com a educação e com a formação dos nossos estudantes”, comentou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

A bolsa será paga pela Secretaria da Educação do Estado, mensalmente e exclusivamente durante o ano letivo, e serão levadas em consideração áreas do conhecimento em que haja carência de docentes na rede estadual.

[F] Suami Dias

UNEB convoca aprovados em segunda chamada no Vestibular 2017.2 para matrícula

A UNEB convoca para matrícula os candidatos aprovados no Vestibular 2017.2, em segunda chamada, nos cursos da modalidade presencial nos campi da capital e do interior do estado.

Os aprovados devem realizar a matrícula, exclusivamente nos dias 20 e 21 de julho, na coordenação acadêmica do Departamento/Campus onde funciona o curso de sua opção das 8h30 às 12h e das 14h às 17h30, munido de todos os documentos exigidos no edital de convocação (veja também a Declaração de Trabalho Informal).

A universidade informa que a ausência do candidato na data e horário estabelecido para sua matrícula ou a não apresentação da documentação requerida implicará na perda do direito à vaga. A lista de aprovados pode ser conferida no link assim como o edital de convocação. Mais informações no site da instituição.

[F] Ibsen Santos/GovBA

MedioTec inscreve estudantes no Ensino Profissionalizante

MEDIO-TEC-INSCREVE-EloiCorrEstudantes do 2º e 3º anos do Ensino Médio regular da rede pública podem se inscrever, por meio do Portal da Secretaria de Educação do Estado, até o próximo dia 20, no MédioTec, no âmbito Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), e migrar para o ensino técnico. São 2.224 vagas para 31 cursos oferecidos em 51 municípios baianos.

“O objetivo do MédioTec, um programa do governo federal, é formar jovens que estão hoje cursando o Ensino Médio, não optaram inicialmente pelo curso de Educação Profissional e agora já se sentem amadurecidos o suficiente ou despertaram a sua vocação. Ele pode fazer, no contra turno, um curso técnico e terminar o Ensino Médio com uma formação profissional”, explica o superintendente de Educação Profissional do Estado, Durval Libânio.

Aluna do 3° ano do Centro Estadual de Educação Profissional em Música (Ceep Música), no bairro de Nazaré, em Salvador, Jéssica Santana, cursava o Ensino Médio regular e decidiu mudar para o Ensino Técnico apenas pela motivação de aprender a tocar violão. Ao longo do curso, ela mudou suas pretensões e hoje já pensa em ser professora de música.

“Eu fui aprimorando meus conhecimentos e cheguei à conclusão de que eu quero ser professora”, diz a jovem de 17 anos. A exemplo de Jéssica, Thaís Meneses, 16, aluna do 2° ano, também é oriunda do ensino regular, mas a já chegou com um objetivo definido. “Estudar música é muito importante porque põe sentimentos para fora. Você se expressa de uma forma muito bonita e é também uma forma de alcançar pessoas que possam estar perdidas. Então, é por isso que eu vim para cá”, enfatiza a estudante, que pretende seguir no segmento religioso.

Além da formação em música, os estudantes podem optar por áreas como Administração, Zootecnia, Informática e Automação Indústria. Segundo a diretora do Ceep Música, Cristina Carvalho, os cursos aumentam as chances dos jovens conseguirem um emprego. “Eu tenho 90% de alunos no mercado de trabalho e, desse percentual, também muitos alunos na universidade e trabalhando. Então, é um curso que, talvez, muitos não acreditem nele, mas tem dado realmente muito sucesso e trazido empregabilidade para esses jovens”. Os alunos do Ceep Música são absorvidos como professores em organizações não-governamentais (ONG´s), igrejas, bandas profissionais e alguns seguem a carreira musical fora do País.

[F] Elói Corrêa/GOVBA

Petrolina vai sediar Encontro Nacional de Educação de Jovens e Adultos

 

ENEJA-(1)Durante o período de 28 a 30 de novembro, Petrolina, no sertão de Pernambuco, irá sediar o XV Encontro Nacional de Educação de Jovens e Adultos – ENEJA. O encontro será realizada no Auditório do Senai e terá como tema: EJA na atual conjuntura politica econômica e social: desafios e possibilidade de luta.

De acordo com Alda Mércia Lima, coordenadora do EJA na Secretaria de Educação de Petrolina, o Encontro tem como objetivo ‘analisar as perspectivas de democratização do direito à educação de Jovens e Adultos condicionada por crises econômicas, politicas, sociais e educacionais, identificando avanços, retrocessos, possibilidades e limites do controle social’.

Nesta segunda-feira (10), o fórum regional se reuniu para organizar os detalhes do Encontro. Participaram da reunião os secretários de Educação de Petrolina, Afrânio, Dormentes e Lagoa Grande, além de representantes de Santa Maria da Boa Vista e Orocó.

A expectativa dos organizadores é reunir 350 participantes de todo o país. A programação terá mesas temáticas, grupos de trabalho por área de interesse e segmentos (gestores, educadores, educandos, movimentos sociais, ONGs e instituições de ensino superior), além de reunião com representantes dos Fóruns de EJA estaduais e atividades culturais.

[F] Divulgação/PMP

Encontro de Profissionais da Imprensa com participação do jornalista Francisco José acontece hoje

A Faculdade UNINASSAU Petrolina realiza logo mais às 19h, o 1º Encontro de Profissionais da Imprensa do Vale do São Francisco. O evento acontece no auditório da Instituição Superior (IES) e conta com a participação especial do jornalista Francisco José, que fará lançamento e noite de autógrafos da sua obra “40 anos no Ar – A jornada de um repórter pelos cinco continentes”.

A diretora da UNINASSAU Petrolina, Anna Cristina, destacou que o evento pretende reunir e homenagear a imprensa local. “São profissionais que ajudam a contar, perpetuar histórias e manter a sociedade sempre informada. Para a UNINASSAU, é motivo de alegria ter a presença do ilustre jornalista Chico José, o qual tem abrilhantado a produção televisiva com seu talento e profissionalismo, ao longo de tantos anos”, frisou a gestora.

Na ocasião, Francisco José também fará palestra que abordará sua experiência profissional. Para ele, é uma honra estar lançando, pela primeira vez, sua obra no Vale do São Francisco. “No livro, escrevo sobre as matérias mais marcantes da minha carreira e o sertão nordestino faz parte desta trajetória. Poder falar para o público de Petrolina e região e para os colegas de profissão é uma oportunidade única que a UNINASSAU me proporciona”, ressaltou o Jornalista.

Os interessados em participar do evento, podem realizar credenciamento gratuito por meio do endereço eletrônico: extensao.uninassau.edu.br. Mais informações pelo telefone (87) 3866-5800. A UNINASSAU Petrolina está localizada na Avenida Clementino Coelho, 714, Bairro Atrás da Banca.

Serviço:

1º Encontro de Profissionais da Imprensa do Vale do São Francisco

Local: UNINASSAU Petrolina

Data: 10/07

Horário: 19h

[F] Divulgação

Mais de 6,7 milhões confirmam inscrições no Enem

Enem-(Arquivo-_EBC)

Ao todo, 6.731.186 de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram confirmadas, ontem (26), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

De todas as inscrições, 590.097 foram confirmadas depois que os candidatos que tinham direito à isenção da taxa de inscrição ingressaram com recursos administrativos.

Isso porque se equivocaram ao preeencher a inscrição quanto ao questionário socioeconômico e geraram o boleto referente à inscrição. Quem ainda não havia pago a guia conseguiu a isenção.

Nesta edição, foram 694 solicitações de uso do nome social, a maior, proporcionalmente ao número de inscritos, desde 2015, quando o recurso começou a ser oferecido. Dessas, 303 foram deferidas. Em outubro, após o ensalamento, os participantes terão acesso aos seus cartões de confirmação. O Enem 2017 será aplicado em 5 e 12 de novembro.

[T] Portal Brasil

[F] Arquivo/EBC

Dados do Censo Escolar divulgados pelo INEP apontam avanços na Educação na Bahia

Retorno-as-Aulas--AscomGOVBA

Dados do Censo Escolar divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), na última terça-feira (20), apontam avanços na educação da Bahia em todos os níveis e etapas da Educação Básica, compostos pelos anos iniciais e anos finais do Ensino Fundamental, e Ensino Médio, de 2007 a 2015. Os indicadores de fluxo escolar da Educação Básica, que avaliam a transição do aluno entre dois anos consecutivos, considerando a promoção, repetência, evasão e migração para a Educação de Jovens e Adultos (EJA), demonstram que a Bahia avançou 7,6 pontos percentuais na promoção, saindo de uma taxa de 64% em 2007 para 71,6% em 2015, no Ensino Médio. A taxa de evasão foi reduzida em 5,8 pontos percentuais no mesmo período e a repetência caiu em 1,6 pontos percentuais.

Em relação aos anos iniciais do Ensino Fundamental, a taxa de promoção avançou 11,4 pontos percentuais entre 2007 e 2015, quando chegou a 82,5%, e a repetência diminuiu em 8,4 pontos percentuais no mesmo período. Já a taxa de evasão era de 6,7% em 2007 e caiu para 0,6% em 2015. Os dados dos anos finais do Ensino Fundamental também apontam avanços. A taxa de promoção cresceu 6,1 pontos percentuais no período de 2007 a 2015, chegando a 70% em 2015. A repetência caiu 2,1 pontos percentuais e a evasão escolar recuou 6,3 pontos percentuais no mesmo período, chegando a 4,9% em 2015.

mapaSegundo o secretário da Educação, Walter Pinheiro, os resultados demonstram o compromisso do Governo do Estado com a educação pública desde o início da série histórica, em 2007, quando lançou o programa Todos Pela Escola. “Um dos principais objetivos deste programa foi estabelecer um pacto com os municípios, para apoiar a melhoria dos índices no Ensino Fundamental. Continuamos a avançar nesta direção com o Educar Para Transformar, inclusive, firmamos agora em 2017 o pacto já em andamento com 389 municípios”, disse. Ainda de acordo com Pinheiro, “estes dados do INEP são significativos, uma vez que em oito anos a Bahia vem crescendo na promoção dos estudantes e na diminuição da evasão escolar e repetência, resultado de políticas públicas acertadas na área. Claro que ainda precisamos avançar ainda mais, e estamos trabalhando com projetos importantes que vão na direção de dinamizar o ensino”.

O secretário também destaca programas como o de Ensino Médio por Intermediação Tecnológica (EMITEC), que transmite aulas, via satélite e em tempo real, para todas as telessalas espalhadas por 414 localidades do Estado, para 21.120 alunos, fazem a educação chegar nos locais mais longínquos da Bahia. Além disso, o secretário aponta a reestruturação do eixo pedagógico na rede estadual, projetos de empreendedorismo nas escolas, o apoio aos municípios com a formação de educadores, a ampliação de escolas em tempo integral, incentivo às práticas científicas com o programa Ciência na Escola, dentre outras iniciativas que estão em curso através de parcerias estratégicas com todas as universidades públicas, centros de pesquisa e o Sistema S. Os números inéditos foram revelados durante o “Seminário 10 Anos de Metodologia de Coleta de Dados Individualizada dos Censos Educacionais”, que celebrou uma década da metodologia da pesquisa.

Comissão conclui relatório sobre processo de expansão da Univasf

Univasf---Conuni

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), por meio de uma comissão interna, instituída pela Portaria 266, apresentou terça-feira (20), ao Conselho Universitário (Conuni), o relatório final sobre projeto do Ministério da Educação (MEC) que visa à implantação do sétimo campus da Univasf. A proposta foi formalizada pelo MEC no dia 24 de março deste ano e no dia 31, apresentada em sessão ordinária do Conuni. No mês seguinte, a Reitoria promoveu debates junto à comunidade acadêmica de todos os campi, entidades de base da instituição e instâncias consultivas, entre as quais, Fórum dos Técnicos e o Fórum de Coordenadores que agrega representantes dos Colegiados Acadêmicos.

A pauta que retornaria ao Conuni para votação no dia 26 de maio passado, conforme cronograma inicial, foi novamente discutida pelos conselheiros que, na ocasião, propuseram instituir a Comissão Expansão Salgueiro com a finalidade de subsidiar a análise das estimativas de investimento para infraestrutura física, manutenção dos cursos propostos, quantitativo de vagas para docentes e técnicos e fomento às futuras demandas relacionadas às ações de assistência estudantil.

A comissão foi constituída por dois Grupos de Trabalho (GTs), incumbidos de avaliar a proposta original do MEC e sugerir possíveis adequações ao projeto. Os dados coletados que compõem o relatório final englobam, ainda, análise sobre fatores de viabilidade para implantação do campus no município de Salgueiro, com indicadores sobre  densidade populacional, localização estratégica e capacidade de fixação dos estudantes.

“Disponibilizamos aos membros do nosso Conselho Universitário um importante subsídio, uma avaliação objetiva sobre as vocações do município de Salgueiro, a capacidade local de absorver este investimento, potencializar e capilarizar recursos para cidades do entorno, numa área de abrangência que consideramos significativa”. Além disso, formalizamos parecer criterioso sobre recursos e orçamento propostos, com base em processo de expansão anterior.  Somamos a este relatório documentos com registros da interlocução da Univasf com o MEC e outras referências para análise, enfatiza o vice-reitor da Univasf e presidente da Comissão, Telio Leite.

Conforme o reitor Julianeli Tolentino de Lima, a proposta de expansão da Univasf recebeu manifestação de apoio de parlamentares da bancada de Pernambuco. Ele ressalta a audiência que participou no Senado, da Comissão de Desenvolvimento Regional (CDR), no último mês de maio, para debate com os respectivos membros e representantes de outras instituições convidadas.

Em seu pronunciamento na CDR, Julianeli Tolentino falou do impacto da universidade na região do semiárido e também sobre os desafios para consolidação do ciclo de desenvolvimento emergente que ele avalia ser possível com base em políticas estruturantes e entendimento suprapartidário. “A Univasf é uma universidade que tem buscado a cooperação com diversos segmentos e com respostas muito positivas. Entendemos que com este novo projeto não será diferente”, afirmou.

Ao ser informado da conclusão dos trabalhos da Comissão, o reitor elogiou o empenho de todos os membros e a importância da produção do relatório que será apreciado pelos membros do Conuni até a votação da proposta de expansão, marcada para o próximo 14 de julho, às 14h, em sessão ordinária do órgão. “A forma que este processo está sendo conduzido internamente, em todas as instâncias, demonstra a maturidade da nossa instituição. A interiorização do ensino superior é um dos legados dos governos recentes de nosso país. Mas, precisamos avançar e termos como parâmetro a nossa missão institucional”, avalia Julianeli Tolentino.

A Comissão Expansão Salgueiro é composta pelos professores Max Santana, Manoel Messias, Antonio Pires Crisóstomo, Angelo Macedo e Leonardo Cavalcanti, a estudante Jéssica Peixinho e o bibliotecário Lucídio Alechio. E na presidência, o vice-reitor Telio Leite. O professor Sergio Motta, assessor de Infraestrutura, auxiliou os trabalhos.

Facape alcança conceito satisfatório no Índice Geral de Cursos do MEC

FACAPE-zz

A Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina obteve desempenho satisfatório na avaliação dos cursos de graduação feita pelo Ministério da Educação (MEC), levando em consideração o resultado do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e do Conceito Preliminar de Cursos (CPC). A Facape atingiu o conceito 3 no Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC), numa escala que vai de 1 a 5.

Este índice integra os Indicadores de Qualidade da Educação Superior 2015, que foram divulgados entre os meses de março e junho deste ano pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), em Brasília (DF). A avaliação foi feita a partir da prova do Enade de 2015, que contou com a participação de 531 concluintes dos cursos de Administração, Direito, Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Turismo e Secretariado Executivo.

Para o presidente da Facape, Antônio Habib, o resultado indica uma evolução na qualidade do ensino ofertado na Instituição. “Sabemos que há, ainda, um caminho longo a percorrer. Temos trabalhado em estudos que nos auxiliam a analisar nossas necessidades para que possamos avançar nos resultados das avaliações. Assim, podemos ofertar cursos cada vez mais qualificados aos nossos alunos”, comenta.

Período de inscrição para participantes do Enade 2017 já está aberto

Estudantes-(Foto-Agência-Brasil)

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou ontem (19) os prazos de enquadramento e inscrições para o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017. O edital com as diretrizes, procedimentos e prazos do Enade foi publicado no Diário Oficial da União.

As provas serão realizadas no dia 26 de novembro, em todo o Brasil. A inscrição dos estudantes, que deve ser feita pelo coordenador do curso, começa hoje e vai até o dia 11 de agosto, e deve ser feita no site enade.inep.gov.br. Já o cadastro, que deverá ser feito diretamente pelos estudantes, vai de 14 de agosto a 26 de novembro.

Este é o primeiro ano em que os estudantes participam do processo de inscrição no Enade. O coordenador do curso continua sendo o responsável pela inscrição, mas cada estudante deverá realizar seu cadastro, informando suas especificidades. O estudante que cursa mais de uma graduação também deverá escolher, durante o cadastro, em que curso quer ser avaliado.

O Enade avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos, habilidades e competências adquiridas em sua formação. Devem ser inscritos no exame os estudantes dos cursos de graduação, ingressantes e concluintes dos cursos avaliados na edição, bem como estudantes irregulares. A cada ano, o exame avalia um grupo diferente de cursos superiores, ciclo que se repete a cada três anos.

Áreas avaliadas – Neste ano, serão avaliados os cursos de arquitetura e urbanismo; engenharia ambiental; engenharia civil; engenharia de alimentos; engenharia de computação; engenharia de controle e automação; engenharia de produção; engenharia elétrica; engenharia florestal; engenharia mecânica; engenharia química; engenharia; e sistema de informação.

Serão avaliadas ainda as licenciaturas nas áreas de artes visuais; educação física; letras – português e espanhol; letras – português e inglês; letras – inglês; música; e pedagogia. As licenciaturas e bacharelados em ciência da computação; ciências biológicas; ciências sociais; filosofia; física; geografia; história; letras – português; matemática; e química.

Também farão parte do Enade deste ano, os tecnólogos nas áreas de análise e desenvolvimento de sistemas; gestão da produção industrial; redes de computadores; e, gestão da tecnologia da informação.

[T] Sabrina Craide/Agência Brasil

[F] Agência Brasil