Esportes

Marily dos Santos e José Márcio são os grandes campeões da 33ª Meia Maratona Tiradentes

Meia-Maratona.

Em um cenário de céu limpo, rio quase esverdeado e sol escaldante, foi dada a largada na 33ª Meia Maratona Tiradentes – uma realização da Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes – ocorrida domingo (23), e teve os atletas Marily dos Santos e José Márcio novamente como grandes campeões da corrida.

Com uma premiação total de R$80 mil, a 33ª Meia Maratona Tiradentes teve um ranking geral masculino composto por José Márcio em primeiro lugar, Valdir Sérgio de Oliveira em segundo, Enio Cleiton em terceiro, Edson Amaro em quarto lugar e John Lennon em quinto. O pódio geral feminino ficou com Marily dos Santos em primeiro, Mary Emanuelle em segundo, Graciete Moreira em terceiro, Rebeca Rodrigues em quarto e Larisse Nascimento em quinto.

Meia-Maratona_Marily dos Santos foi a campeã pela décima terceira vez e, com um tom de alegria e paixão, disse que se não puder correr em Juazeiro, fica doida. “Morei aqui por dois anos, sou apaixonada por esse lugar. Já tenho experiência com a prova, a corrida hoje foi difícil, mas não foi impossível. Essa é a décima terceira que eu ganho e não quero parar aqui”, afirmou.

O bicampeão José Márcio também já vislumbra o próximo ano. “Eu sou de Garanhuns, e estava treinando em um lugar quente, para não sentir tanto calor ao chegar aqui. Foi muito cansativo, mas foi maravilhoso. Agradeço a Deus pelo talento e à Prefeitura de Juazeiro pela oportunidade e organização da Meia Maratona, o percurso todo organizado, sem erros. Ano que vem eu quero o tri!”, avisou.

O prefeito Paulo Bomfim prestigiou o evento acompanhado dos Deputados Estaduais Crisóstomo Lima e Roberto Carlos e do comandante do Corpo de Bombeiros, Major Tarcísio.

Santa Cruz e Náutico disputam terceiro lugar do estadual

SantaxNáutico-(CoralNET)

Pela primeira vez, um clássico coloca em jogo a disputa do terceiro lugar do estadual em seu formato atual. Além da questão da rivalidade, o peso aumenta ainda mais porque quem levar a melhor entre Santa Cruz e Náutico garante uma vaga nas Copas do Nordeste e do Brasil do próximo ano, além do calendário cheio e das cotas referentes às competições. Os rivais devem encarar o confronto pensando no planejamento de 2018. Sport Recife e Salgueiro, finalistas do Campeonato Pernambucano, já têm lugar assegurado.

Em 2014, por exemplo, o Santa perdeu o terceiro lugar para o Salgueiro e a derrota custou a não participação nas Copas do Brasil e do Nordeste do ano seguinte. Na ocasião, os tricolores praticamente “menosprezaram” a disputa e pagaram caro no final ao ficar fora de competições bem rentáveis para os cofres do clube.

As datas dos clássicos ainda serão divulgadas oficialmente pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF). A única certeza é que o Santa Cruz decide no Arruda e consequentemente o jogo de ida será na Arena de Pernambuco, já que o Náutico somou a mesma pontuação dos tricolores (19 pontos) na competição, mas ficou em desvantagem no saldo de gols.

[T] e [F] CoralNET

Vitória goleia o xará de Conquista e vai enfrentar mais dois Ba-Vis na decisão

Vitória-(EC-Vitória_Divulgação)

O Vitória não vencia há três jogos. Para um time que perdeu apenas dois jogos no ano, era muita. O rubro-negro baiano precisava dar uma resposta à sua torcida. E deu. No segundo jogo das semifinais do Campeonato Baiano, o Vitória goleou o Conquista, por 5×0, no domingo (23), no Barradão. Com o resultado, o Leão se credenciou para disputar a final da competição, onde busca o bicampeonato.

O adversário será o rival, em mais dois eletrizantes Ba-Vis. Serão quatro clássicos em 10 dias. Na próxima quinta-feira (27), pela Copa do Nordeste, começa o primeiro confronto, no Barradão. Os ingressos serão comercializados a partir desta segunda-feira (24), pela internet, na bilheteria do Manoel Barradas e nos shoppings Capemi, Lapa e Paralela. O valor continua o mesmo: R$ 40, arquibancada, R$ 60, cadeira, ambos de inteiras.

Retomando o caminho dos triunfos, o Leão entrou em campo com vontade de balançar a rede. Logo aos 13 minutos do primeiro tempo, David aproveitou um rebote dentro da área, fintou o marcador e bateu colocado, sem chance para o goleiro conquistense. Com o primeiro gol convertido no início, o Bode precisou sair para o jogo, pois dependia de um triunfo para se classificar. Deu mais brecha para o rubro-negro atacar. Com uma tarde inspirada de Cleiton Xavier, o Leão chegou ao segundo gol com o próprio camisa 11. Aos 31, Cleiton foi derrubado na área. Ele mesmo cobrou e fez.

Na segunda etapa, o técnico Argel Fucks poupou André Lima e colocou Paulinho. A troca surtiu efeito logo no início. No primeiro minuto do segundo tempo, Paulinho recebeu uma assistência de David e chutou. A bola rebateu no zagueiro e entrou. Com a goleada desenhada, Fucks também preservou Cleiton e promoveu o retorno de Jesus Dátolo, além da saída de Patric, para entrada de Salino. Aos 18 minutos, foi a vez de Uillian Correia fazer seu primeiro gol com a camisa vermelha e preta. E que gol! O volante bateu uma bomba de fora da área e correu para o abraço.

Após o quarto gol, o Vitória diminuiu o ritmo, mas um atleta, em especial, queria fazer o gol dele. Enquanto Geferson atuava, seu filho Enzo estava nascendo. Os deuses do futebol não deixou o feito passar em branco. Aos 42, Paulinho cruza na área e o lateral-esquerdo deixou o dele. Homenagem grandiosa para seu filhão e classificação mais que assegurada. O foco agora volta para a Copa do Nordeste. Também pelas semifinais, o Leão faz o primeiro jogo no Barradão, contra o rival. Serão dois jogos pelo Nordestão e mais dois nas finais do Baianão.

[T] e [F] EC Vitória

Sport vence o Náutico e vai enfrentar o Salgueiro na final

NáuticoxSport-(Foto-Genival-Paparazzi)

O adversário do Salgueiro na grande final do Pernambucano A1/2017 foi conhecido  domingo (23). Náutico e Sport fizeram o Clássico dos Clássicos na Arena de Pernambuco. Em um jogo repleto de emoções, a partida terminou empatada em 1 x 1. Como havia vencido o duelo de ida por 3 x 2, na Ilha do Retiro, o Leão garantiu vaga na decisão.

O clássico começou com tudo e precisando do resultado positivo, o Náutico foi para o ataque. Aos oito minutos, Erick fez boa jogada, mas parou na trave. Em seguida, o Sport respondeu na cabeçada de André, que sozinho errou a finalização.

As emoções não pararam por aí, e o Timbu abriu o marcador aos 31 minutos de bola rolando. Cobrando escanteio, Marco Antônio colocou a bola na cabeça de Giovanni, que subiu mais que a zaga leonina para fazer a festa dos alvirrubros na Arena. A resposta do Leão veio três minutos mais tarde. Fabrício cobrou falta para dentro da área e Matheus Ferraz, sozinho, de cabeça deixou tudo igual.

Nos últimos 45 minutos, o Náutico tentou chegar ao gol que levaria o jogo para os pênaltis, mas parou na boa marcação do Sport e o clássico terminou mesmo empatado.

[T] Assessoria/FPF

[F] Genival Paparazzi/Divulgação

Tricolor vence o Flu de Feira e está na final do Baianão

Bahia-(Divulgação ECBahia)

O Esporte Clube Bahia chegou a mais uma final de Campeonato Baiano. Na tarde de sábado (22), na Arena Fonte Nova, o Tricolor de Aço derrotou o Fluminense de Feira por 1 a 0 e assegurou uma das vagas na decisão do estadual. O único gol do triunfo saiu dos pés do centroavante Hernane, ainda na etapa inicial

Agora o foco será Copa do Nordeste. Na quinta-feira (27), às 20h30, o Esquadrão vai enfrentar o Vitória, no Barradão, no primeiro duelo das semifinais da competição regional.

Jogo – O primeiro ataque do Bahia na partida aconteceu aos 15 minutos. De falta, apesar da grande distância, o volante Juninho encheu o pé e exigiu boa intervenção do goleiro Jair. O gol saiu aos 32 minutos, após jogada construída por Zé Rafael. Hernane recebeu na área, de costas para o zagueiro, fez o giro e tocou na saída do arqueiro: Bahia 1 a 0.

Neste momento, o time visitante já estava com 10 atletas em campo, depois da expulsão do lateral Edson.

Allione, sem querer, quase fez o segundo do Bahia. Aos 34, ao tentar cruzar, viu a bola desviar no zagueiro e passar muito próxima do travessão. Aos 40, o atacante Edigar Junio teve a oportunidade de ampliar o placar. Ele recebeu passe de Alione e, de primeira, mandou para fora.

No segundo tempo, aos mais precisamente aos 23 minutos, o atacante Gustavo apareceu na grande e finalizou no canto esquerdo, mas a bola tirou tinta do poste e saiu. Quem também esteve próximo de marcar foi o volante Feijão, aos 28 minutos. Allione cobrou escanteio e, de cabeça, Feijão testou pela linha de fundo.

E foi só. Triunfo garantido e mais uma final de Campeonato Baiano.

[T] EC Bahia

[F] Divulgação/EC Bahia

Salgueiro vence o Santa Cruz e está na final do pernambucano

SantaCruz-(Foto-Site-oficial-Santa-Cruz)

O Santa Cruz fez um péssimo jogo ao tentar segurar o empate e foi derrotado pelo Salgueiro por 2 a 0, sábado (22), no estádio Cornélio de Barros. Com o resultado, perdeu a vaga na final do Campeonato Pernambucano. O time sertanejo vai a final da competição e com a vantagem de fazer o segundo jogo em casa.

Conforme esperado, o técnico Vinícius Eutrópio repetiu a escalação do Santa do jogo anterior, com Júlio César; Vítor, Anderson Salles, Bruno Silva e Tiago Costa; David, Gino e Pereira; Éverton Santos, Halef Pitbull e Thomás.

Os 25 primeiros minutos foram elétricos, com um maior volume de jogo do Salgueiro e postura defensiva do Santa, que se limitou a dar chutões e chegou muito pouco ao ataque.

O Salgueiro pressionou e insistiu nos arremates de fora da área com o meia Valdeir. Parou em Júlio César. Apesar da falta de criação, os tricolores contaram com a consistência defensiva, descendo  para os vestiários com o empate sem gols e no lucro.

A retranca do Santa no segundo tempo custou caro. O time coral abdicou de atacar e, assim como aconteceu na etapa inicial, foi pressionado pelos sertanejos. A insistência dos donos da casa surtiu efeito. Foram dois gols em quatro minutos para o desespero dos tricolores, que precisavam pelo menos diminuir o placar para decidir nos pênaltis. Mas a equipe de Eutrópio sequer mostrou poder de reação, não conseguiu criar jogadas e perdeu pelo placar de 2 a 0.

Gols – Depois de tanto pressionar, o Carcará abriu o placar aos 21 minutos do segundo tempo. Moreilândia cobrou o escanteio, a bola desviou em Daniel e sobrou para Rodolfo Potiguar, que mandou uma bomba para o gol de Júlio César. Quatro minutos após sair na frente, a vantagem foi aumentada. Jean Carlos aproveitou a cobrança de falta de Moreilândia, ganhou de Léo Costa e chutou de bico para estufar as redes do goleiro coral.

Modificações –  Eutrópio fez uma substituição no intervalo: colocou Elicarlos no lugar de Edson Pereira. Após tomar o gol, Léo Costa entrou na vaga de Gino. Por fim, Julio Sheik foi acionado e Éverton Santos deixou o campo

[T] CoralNET

[F] Site oficial do Santa Cruz

Flu, Inter e Sport avançam na Copa do Brasil

Fluminense ( Nelson Pere_Fluminense)

Mais três equipes avançaram na Copa do Brasil 2017 nesta quarta-feira (19). Fluminense/RJ, Internacional/RS e Sport/PE levaram a melhor nesta noite e carimbaram a vaga nas oitavas da competição mais democrática do país. Dois dos três duelos desta noite foram definidos nos pênaltis. O Colorado e o Rubro-Negro pernambucano conquistaram a classificação levando a melhor nas cobranças com o mesmo placar: 4 a 3. No tempo regulamentar, o Tricolor fez 3 a 0 no Goiás avançou de forma mais tranquila.

No Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), o Fluminense recebeu o Goiás pressionado após a derrota por 2 a 1 na ida. Quando o primeiro tempo da partida terminou com 0 a 0 no placar, o drama do Tricolor aumentou ainda mais. A equipe, por sua vez, não sentiu a pressão e conseguiu marcar três gols nos últimos 45 minutos para conquistar, no fim das contas, uma classificação até que tranquila. Aos 12 minutos, Marcos Calazans cruzou e Henrique marcou o primeiro de cabeça. Quatro minutos depois, foi a vez de Douglas levantar a bola na área e Nogueira marcar com um cabeceio. Com a vantagem, o time das Laranjeiras passou a tomar conta do jogo. Aos 36, Pedro pegou o rebote após chute de Richarlison e deu números finais ao duelo.

Na Arena Joinville, em Joinville (SC), o time que leva o nome da cidade recebeu o Sport. O JEC perdeu a ida por 2 a 1 e precisava, ao menos, devolver o resultado para levar a decisão para os pênaltis. O Rubro-Negro pernambucano saiu na frente já no segundo tempo, com gol de Leandro Pereira, aos 27 minutos. O Coelho não se entregou e buscou o empate quatro minutos depois, com Bruno Rodrigues, e virou já aos 44, com Marlyson. Nos pênaltis, a estrela do arqueiro leonino Magrão brilhou, com duas defesas, e o time nordestino levou a classificação com vitória por 4 a 3.

Na Arena Corinthians, em São Paulo (SP), o Internacional encarou o Timão. Após empate em 1 a 1 na ida, a vaga estava aberta. O Alvinegro paulista abriu o placar logo na etapa inicial, com apenas sete minutos de bola rolando. Fagner cobrou o lateral na área, Jô desviou e a bola sobrou para Maycon, livre na área, bater no canto de Marcelo Lomba. Mais para o fim do tempo regulamentar, aos 26 do segundo tempo, Cássio fez grande defesa em cabeçada de Carlos e Nico López aproveitou a sobra para chutar. O lateral Fagner tentou cortar e acabou tocando para a própria rede. Nos lances finais, os goleiros Cássio e Marcelo Lomba fizeram grandes defesas e a vaga foi decidida nos pênaltis. Nas cobranças, melhor para o Colorado: 4 a 3.

Os adversários das três equipes classificadas na noite desta quarta-feira (19) serão conhecidos em sorteio nesta quinta (20), às 12h (de Brasília), na sede da CBF, no Rio de Janeiro (RJ).

[T] Assessoria/CBF

[F]  Nelson Perez/Fluminense

Campeonato de Futebol do Bom Jardim será realizado em maio

ConviteSerá realizada no mês de maio a 4ª. edição do Campeonato de Futebol da Comunidade do Bom Jardim, em Petrolina.  A competição  já tem inscritas oito equipes: Os Panelinhas, Bom jardim, Uruás, peixada velho Chico, Lindolfo Silva, R4, Verde Real e PSG de Juazeiro.  Há vaga ainda para mais duas.

A abertura está prevista para o dia 13 de maio, quando será realizada a partida de abertura que contará com a equipe campeã da edição anterior, Os Panelinhas. O adversário, no entanto, será conhecido através de sorteio no próximo sábado (22). Além do jogo haverá atrações musicais a exemplo de Jussandro Pedro e Neris do Forró. Este ano, a competição conta com apoio da Prefeitura de Petrolina.

De acordo com a organização, está prevista ainda durante a abertura uma homenagem ao jogador Roberto de Lucas Santos, conhecido como Heré Barril, que morreu afogado na última quinta-feira (13), no rio São Francisco. Ele tinha passagem pelo Petrolina e ano passado disputou a competição no Bom jardim.

Os jogos do campeonato do Bom Jardim serão realizados nos sábados a partir do dia 22 de maio, sempre no horário das 15h50. As equipes interessadas em participar podem entrar em contato com José Anísio  através do telefone 87-99942-7229.

O acesso à comunidade do Bom Jardim se dá pela rodovia BR 407, via Uauás, ou pela rodovia que corta o Maria Tereza.

Estrela de Juninho brilha e Sport vence o Náutico de virada

Juninho-(Foto-Williams-Aguiar-Sport-Club-do-Recife)

Foi com emoção! Com uma virada espetacular, o Sport venceu o Náutico por 3×2, na Ilha do Retiro, e largou na frente na luta pela final do Campeonato Pernambucano. O destaque da partida foi o jovem atacante Juninho, autor dos dois gols que garantiram a vitória rubro-negra. Diego Souza também deixou a sua marca.

O duelo da volta acontecerá no próximo domingo, na Arena de Pernambuco. Antes, o Leão viaja para enfrentar o Joinville, na quarta-feira, pela terceira fase da Copa do Brasil.

Jogo – Sport e Náutico travaram um duelo bastante disputado, na Ilha do Retiro, apesar da superioridade leonina. Logo nos primeiros minutos, o time do técnico Ney Franco buscou o gol a todo momento. Chegou muito perto de marcar em chances com André e Rogério. Depois, o Timbu conseguiu equilibrar a partida, mesmo sem dar trabalho a Magrão.

Próximo do fim da primeira etapa, os rubro-negros voltaram a crescer. André carimbou a trave numa cabeçada. Mas a bola teimava em não entrar. Nos minutos finais, o adversário acabou abrindo o placar, numa falta cobrada pelo meia Marco Antônio. A torcida ficou na bronca quando o jogo foi para o intervalo, pois o time teve, pelo menos quatro grandes chances de marcar.

No início do segundo tempo, no entanto, a Ilha voltou a incendiar. Diego Souza – sempre ele – marcou o seu nono gol na temporada, após bate-rebate na área, e passou Rogério na artilharia da equipe. E quando tudo se encaminhava para a virada leonina, o Náutico chegou ao segundo gol, novamente num lance “fortuito”, aos 20 minutos. Sem pensar duas vezes, Ney mexeu na equipe e colocou o time para cima.

De uma só vez, Juninho e Everton Felipe foram acionados. Pouco depois, Lenis também entrou em campo. E no fim do jogo, brilhou a estrela de Juninho. O atacante formado na base leonina marcou dois gols em dois minutos e garantiu a importante vitória rubro-negra.

[T] Sport Club do Recife

[F] Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Bahia vence o Flu de Feira e amplia vantagem na semi

Bahia-(ECBahia_Divulgação)

O Bahia deu um importante passo para chegar em mais uma decisão do Campeonato Baiano. Na noite de ontem (16), no Estádio Joia da Princesa, o Esquadrão derrotou o Fluminense de Feira por 3 a 0, no primeiro confronto da semifinal do estadual. No jogo de volta, na Arena Fonte Nova, o Bahia pode até perder por três gols de diferença que estará na decisão da competição.

Bahia e Fluminense de Feira se reencontram no próximo sábado (22), às 16h.

No começo, com Edigar Junio e Hernane, o Tricolor de Aço criou suas primeiras oportunidades no jogo. Primeiro, aos 2, Edigar chutou e Jair defendeu. Já o camisa 9, aos 8, finalizou de fora da área e mandou pela linha de fundo.

O primeiro gol saiu aos 32 minutos. Allione cruzou pela direita e a defesa do Fluminense, ao tentar cortar, facilitou a vida de Hernane. O camisa 9 dominou, bateu de chapa e abriu o placar em Feira de Santana. O segundo não demorou muito tempo. Aos 35, após bate e rebate, o volante Renê Júnior bateu no ângulo esquerdo e marcou um golaço.

Antes do intervalo, o Tricolor fez o terceiro. Um golaço! Régis roubou a bola, dominou com a direita e soltou um foguete com a perna esquerda, sem chances para Jair: Bahia 3 a 0.

Etapa final – A vantagem do Esquadrão, por pouco, não ficou ainda maior. Aos 11, Hernane serviu Edigar Junio, que finalizou em cima do zagueiro. Pouco depois, em cruzamento de Régis, o argentino Allione finalizou e a bola tirou tinta da trave direita.

Aos 23, em outra jogada entre Hernane e Régis, o meia entrou na grande área e pecou na finalização, exagerando na força e colocando por cima. O próprio camisa 20, aos 40 minutos, teve outra grande oportunidade de marcar o quarto tento do Esquadrão.

Hernane fez o corta luz e Régis, sozinho, entrou na grande área. O camisa 20 bateu no cantinho e o goleiro Jair salvou.

[T] e [F] ECBahia