Pernambuco

Mapa do Turismo de Pernambuco conta com 103 municípios com vocação turística

O mapa do turismo de Pernambuco ganhou a adesão de 49 novos municípios. No total, o estado registra agora 103 cidades com vocação turística distribuídos em 16 regiões. O levantamento completo do Mapa do Turismo Brasileiro foi divulgado nesta quinta-feira (14) pelo Ministério do Turismo. Em todo o país, foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, um crescimento exponencial em relação ao Mapa de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões. Entre os municípios, estão Petrolina, Cabrobó, Lagoa Grande, Dormentes, Orocó, Santa Maria da Boa Vista, Belém do São Francisco e Ouricuri.

O crescimento dos números é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.

“O mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos. Por isso, é importante que ele esteja sempre atualizado, garantindo com que os municípios que queiram trabalhar o turismo como uma atividade econômica, tenham prioridade dentro das políticas e ações do MTur”, afirmou o ministro do turismo.

A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançada este ano pelo ministro Marx Beltrão para fortalecer o setor de viagens no país. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita em conjunto com os interlocutores estaduais que representam o MTUR e órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros e instâncias de governança regional.

CATEGORIZAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DE PERNAMBUCO – De acordo com o novo mapa, 27 cidades estão nas categorias A, B e C, que são aquelas que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Como exemplo, temos destinos como Caruaru, Fernando de Noronha, Olinda, Recife e Petrolina.

Os demais 76 municípios figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.

Confira os municípios que fazem parte do Mapa do Turismo de Pernambuco:

Região Município Categoria
ÁGUAS DA MATA SUL Cortês D
ÁGUAS DA MATA SUL Palmares D
ÁGUAS DA MATA SUL Quipapá D
ÁGUAS DA MATA SUL São Benedito do Sul D
ÁGUAS E VINHOS DO VALE DO SÃO FRANCISCO Cabrobó D
ÁGUAS E VINHOS DO VALE DO SÃO FRANCISCO Dormentes D
ÁGUAS E VINHOS DO VALE DO SÃO FRANCISCO Lagoa Grande D
ÁGUAS E VINHOS DO VALE DO SÃO FRANCISCO Orocó D
ÁGUAS E VINHOS DO VALE DO SÃO FRANCISCO Petrolina B
ÁGUAS E VINHOS DO VALE DO SÃO FRANCISCO Santa Maria da Boa Vista D
CANGAÇO E LAMPIÃO Calumbi D
CANGAÇO E LAMPIÃO Flores D
CANGAÇO E LAMPIÃO Santa Cruz da Baixa Verde E
CANGAÇO E LAMPIÃO São José do Belmonte D
CANGAÇO E LAMPIÃO Serra Talhada C
CANGAÇO E LAMPIÃO Triunfo D
CHAPADA DO ARARIPE Araripina D
CHAPADA DO ARARIPE Bodocó D
CHAPADA DO ARARIPE Exu D
CHAPADA DO ARARIPE Granito E
CHAPADA DO ARARIPE Ouricuri C
COSTA NÁUTICA COROA DO AVIÃO Abreu e Lima D
COSTA NÁUTICA COROA DO AVIÃO Goiana C
COSTA NÁUTICA COROA DO AVIÃO Igarassu D
COSTA NÁUTICA COROA DO AVIÃO Ilha de Itamaracá C
COSTA NÁUTICA COROA DO AVIÃO Itapissuma D
COSTA NÁUTICA COROA DO AVIÃO Paulista C
Da Sanfona, do Aboio e do Couro PARNAMIRIM D
Da Sanfona, do Aboio e do Couro Salgueiro C
Da Sanfona, do Aboio e do Couro Serrita D
Da Sanfona, do Aboio e do Couro Verdejante E
ENCANTOS DO AGRESTE Agrestina D
ENCANTOS DO AGRESTE Altinho D
ENCANTOS DO AGRESTE Cupira D
ENCANTOS DO AGRESTE Lagoa dos Gatos D
ENCANTOS DO AGRESTE Panelas D
ENCANTOS DO AGRESTE São Joaquim do Monte D
ENGENHOS E MARACATUS Aliança D
ENGENHOS E MARACATUS Camaragibe D
ENGENHOS E MARACATUS Itambé D
ENGENHOS E MARACATUS Lagoa do Carro D
ENGENHOS E MARACATUS Nazaré da Mata D
ENGENHOS E MARACATUS São Lourenço da Mata D
ENGENHOS E MARACATUS Timbaúba C
ENGENHOS E MARACATUS Tracunhaém D
ENGENHOS E MARACATUS Vicência D
FÉ E ARTE Águas Belas D
FÉ E ARTE Arcoverde C
FÉ E ARTE Belo Jardim C
FÉ E ARTE Bom Conselho D
FÉ E ARTE Buíque D
FÉ E ARTE Garanhuns B
FÉ E ARTE Lajedo D
FÉ E ARTE Palmeirina D
FÉ E ARTE Paranatama E
FÉ E ARTE Pedra D
FÉ E ARTE Pesqueira C
FÉ E ARTE Sanharó D
FÉ E ARTE São Bento do Una D
HISTÓRIA E MAR Cabo de Santo Agostinho B
HISTÓRIA E MAR Fernando de Noronha B
HISTÓRIA E MAR Ipojuca A
HISTÓRIA E MAR Jaboatão dos Guararapes B
HISTÓRIA E MAR Olinda B
HISTÓRIA E MAR Recife A
HISTÓRICA, DOS ARRECIFES E MANGUEZAIS Barreiros D
HISTÓRICA, DOS ARRECIFES E MANGUEZAIS Rio Formoso D
HISTÓRICA, DOS ARRECIFES E MANGUEZAIS São José da Coroa Grande C
HISTÓRICA, DOS ARRECIFES E MANGUEZAIS Sirinhaém D
HISTÓRICA, DOS ARRECIFES E MANGUEZAIS Tamandaré B
ILHAS E LAGOS DO SÃO FRANCISCO Belém do São Francisco  
ILHAS E LAGOS DO SÃO FRANCISCO Floresta D
ILHAS E LAGOS DO SÃO FRANCISCO Itacuruba E
ILHAS E LAGOS DO SÃO FRANCISCO Jatobá D
ILHAS E LAGOS DO SÃO FRANCISCO Petrolândia D
ILHAS E LAGOS DO SÃO FRANCISCO Tacaratu D
MODA E ECOTURISMO Riacho das Almas D
MODA E ECOTURISMO Santa Cruz do Capibaribe C
MODA E ECOTURISMO Taquaritinga do Norte D
MODA E ECOTURISMO Toritama D
SERRAS E ARTES DE PERNAMBUCO Barra de Guabiraba E
SERRAS E ARTES DE PERNAMBUCO Bezerros C
SERRAS E ARTES DE PERNAMBUCO Bonito C
SERRAS E ARTES DE PERNAMBUCO Brejo da Madre de Deus D
SERRAS E ARTES DE PERNAMBUCO Camocim de São Félix D
SERRAS E ARTES DE PERNAMBUCO Caruaru B
SERRAS E ARTES DE PERNAMBUCO Gravatá B
SERRAS E ARTES DE PERNAMBUCO Moreno D
SERRAS E ARTES DE PERNAMBUCO Pombos D
SERRAS E ARTES DE PERNAMBUCO Sairé D
SERRAS E ARTES DE PERNAMBUCO Vitória de Santo Antão C
Teares, Bordados e Raizes Musicais Bom Jardim D
Teares, Bordados e Raizes Musicais Feira Nova D
Teares, Bordados e Raizes Musicais Limoeiro D
TERRITÓRIO DA POESIA E DA CANTORIA Afogados da Ingazeira C
TERRITÓRIO DA POESIA E DA CANTORIA IGUARACI D
TERRITÓRIO DA POESIA E DA CANTORIA Ingazeira E
TERRITÓRIO DA POESIA E DA CANTORIA Itapetim D
TERRITÓRIO DA POESIA E DA CANTORIA São José do Egito D
TERRITÓRIO DA POESIA E DA CANTORIA Sertânia D
TERRITÓRIO DA POESIA E DA CANTORIA Solidão D
TERRITÓRIO DA POESIA E DA CANTORIA Tabira D
TERRITÓRIO DA POESIA E DA CANTORIA Tuparetama D

[F] Prefeitura de Petrolina

Pernambuco em Ação anuncia implantação de novos sistemas adutores para a região

PAULO-CAMARA-PERNAMBUCO-EM-Para minimizar os efeitos da estiagem no Sertão do São Francisco, o governador Paulo Câmara anunciou, sexta-feira (14), um conjunto de ações para o reforço do setor hídrico na região. Serão implantados dois novos sistemas adutores para atender a população de Santa Maria da Boa Vista e Lagoa Grande. Outra importante ação será a ampliação da capacidade do Sistema Adutor Maria Tereza Coelho, que atende os municípios de Dormentes, Afrânio e Petrolina. Com investimento de R$ 2,6 milhões, juntas, as intervenções vão beneficiar cerca de 29 mil pessoas. Durante o seminário, a Compesa foi premiada com a Certificação NBR ISO 14.001 – título ambiental concedido pela primeira vez a um empresa brasileira.

“A água é uma diretriz importante do nosso governo, e eu sempre faço questão de destacar isso quando vou aos municípios, porque a gente sabe da importância de fazer esse bem maior chegar até a residência das pessoas. Vamos continuar investindo para fortalecer o abastecimento, seja na construção de sistemas simplificados, adutoras, cisternas, poços, para que possamos, com muito trabalho, solucionar a falta d’água e minimizar o efeitos da secano nosso Estado”, destacou Paulo Câmara, reforçando que as ações no setor não podem ficar em segundo plano.

A implantação do Sistema Adutor Redenção, no município de Santa Maria da Boa Vista, vai beneficiar um total de quatro mil pessoas. Assinado pelo chefe do Executivo estadual, o convênio receberá um aporte de R$2 milhões para a operação e manutenção do trecho beneficiado, com vigência de cinco anos. A intervenção contempla a captação flutuante no rio São Francisco e 23 quilômetros de sistema adutor, com diâmetro entre 150 e 300 mm.

O governador assinou também um convênio para implantação do Sistema Adutor do município de Lagoa Grande. Com um investimento de R$218 mil e prazo de conclusão previsto de 30 dias, a obra contemplará a instalação de 5,1 km de tubulações, com diâmetro de 250 e 200 mm, para interligação entre a estação elevatória de água tratada e o reservatório elevado da localidade Agrovila, em Lagoa Grande. A ação vai permitir a ampliação de oferta de água para cerca de 10 mil habitantes da cidade.

Para reforçar o abastecimento da Zona Rural de Dormentes, Afrânio e Petrolina, foi autorizada a obra de ampliação da capacidade do Sistema Adutor Maria Tereza Coelho. Ao todo, serão beneficiados cerca de 15 mil habitantes dos três municípios. A ação, que contará com um aporte de R$381 mil, consiste na implantação de 4,5 km de tubulações com diâmetro de 250 mm, permitindo um incremento previsto de aproximadamente 30% no volume de água disponibilizado à população, aumentando a vazão do sistema de 50 L/s para 65 L/s. A conclusão desta obra está prevista para o próximo mês de setembro.

CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL – Ainda durante o evento, a Compesa recebeu, da empresa alemã BRTÜV – TÜV NORD GROUP, a Certificação NBR ISO 14.001:2015. O título habilita duas unidades operacionais – as Estações de Tratamento de Água (ETA) Vitória e de Esgoto (ETE) Centro – do município de Petrolina, conferindo à Companhia Pernambucana de Saneamento o título de primeira empresa do setor no Brasil a obter o certificado. Obter a certificação da ISO 14001 demonstra o comprometimento da empresa com práticas sustentáveis e padrões internacionais de gestão ambiental.

“Mesmo não fazendo parte do segmento produtivo de alto impacto ambiental, pois todas as atividades da Compesa têm como objetivo a preservação do maior bem natural do nosso planeta, que é a água, há uma preocupação permanente de disseminação de boas práticas ambientais a serem adotadas por todos os setores da Companhia”, comemorou o presidente da Compesa, Roberto Tavares.

A certificação recebida pela Compesa é fruto da elaboração do Sistema de Gestão Ambiental (SGA), elaborado pela empresa RS2 Consultoria. Com um investimento de R$ 1.370.052,52, o programa reúne diversas diretrizes adotadas para a implementação de uma Política Ambiental que especifica competências, comportamentos, procedimentos e exigências para avaliação e controle dos impactos ambientais das suas atividades, que, implementada segundo a ISO 14001, permite a obtenção de certificação após auditoria por organismo certificador acreditado. A certificação comprova também que as ações sustentáveis desenvolvidas pela empresa seguem determinados parâmetros que neutralizam ou reduzem seu impacto no meio ambiente.

[F] Ivaldo Régis/Divulgação

Câmara destaca Fenearte como espaço de preservação da cultura e da memória de PE

CAMARA-FENARTE

Espelho da cultura e da arte pernambucana e brasileira há 18 anos, a Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) foi aberta ao público nesta quinta-feira (06), trazendo como tema  “A Arte é Nossa Bandeira” e com o mestre Manuel Eudócio como grande homenageado. Ao lado da primeira-dama Ana Luiza e das filhas Clara e Helena, o governador Paulo Câmara comandou a cerimônia que oficializou o início da mostra, visitou expositores e artistas e cumprimentou visitantes, que estavam conferindo de perto as muitas novidades da edição deste ano da feira.

Com artesãos de todas as regiões do Brasil e de outros 33 países, a Fernearte reforçou, mais uma vez, a sua marca de maior feira do segmento na América Latina. “Abrir a 18ª Fenearte, hoje, não é só motivo de orgulho em Pernambuco, mas no Brasil. É motivo de orgulho por termos, nas nossas raízes e crenças, o artesanato, o artista popular, a nossa cultura e a certeza de que é com a manutenção desses valores que vamos conseguir avançar em busca de um Brasil melhor, que gere oportunidade e, principalmente, que preserve a nossa cultura e nossa memória”, afirmou o governador.

O Governo do Estado, através da  Agência de Desenvolvimento Ecônomico de Pernambuco (AD Diper), investiu R$ 4,5 milhões na realização da 18ª Fenearte, gerando cerca de 2,5 mil vagas de postos de trabalho temporários. Mais de 5 mil expositores estão espalhados em  800 espaços. A organização da mostra estima que 300 mil pessoas devam visitar a edição deste ano, que vai até o dia 16 de julho.

O secretário de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, frisou que a Fenearte celebra a união entre as diferentes formas de cultura, reunindo os diferentes tipos de artes, a gastronomia e outros elementos de Pernambuco. “Ao longo desses 18 anos, a Fenearte sempre se preocupou em priorizar o artesão de vários lugares de Pernambuco. É uma feira que mantém acesa a chama da cultura nordestina e pernambucana. Em um evento como esse, vemos no barro, na madeira motivos de orgulho para nós”, registrou Carreras.

NOVIDADES – Entre as novidades da 18ª Fenearte está a setorização dos estandes, que vai melhorar a circulação dos visitantes na feira. “Este ano, realizamos a setorização na área dos artesãos individuais. Isso vai facilitar a comparação de preço dos produtos para o público, além de ajudar as pessoas a se localizarem dentro da feira”, explicou o coordenador do evento, Thiago Angelus, acrescentando que a ampliação das palestras gratuitas e de atrações expositivas e atividades infantis – concentradas no mezanino do Centro de Convenções – fazem parte das mudanças estruturais deste ano.

Uma outra mudança é a vinda de novos mestres para a Alameda dos Mestres. “Saímos de seis regiões de desenvolvimento do Estado para dez. Assim, conseguimos trazer artesãos de municípios como Serra Talhada, Salgueiro e Triunfo”, afirmou Thiago Angelus. Na estreia do município de Salgueiro na Alameda dos Mestres, a artesã Maria dos Santos, do distrito de Conceição das Crioulas, contou que, embora já tenha participado da feira em anos anteriores, nesta edição está sendo diferente. “Para nós, estarmos nessa alameda pela primeira vez é um sinal de reconhecimento. Estamos expondo mais do que o nosso artesanato. Estamos expondo a história da nossa comunidade, então, é muito gratificante”, afirmou Maria, acrescentando que a comunidade produz peças há mais de 200 anos.

HOMENAGEADO – Paulo Câmara frisou que o espírito da Fenearte, de conservação de valores, dialoga com a contribuição artística do homenageado, que é Patrimônio Vivo de Pernambuco. “Essa homenagem ao mestre Manuel Eudócio faz parte do espírito da Fenearte: de preservar, de mostrar e conservar valores que, para nós, é tão importante”, registrou.

Filho de Manuel Eudócio, Ademilson Eudócio avalia que a homenagem feita a seu pai é motivo de gratidão para ele e toda a família e acaba incentivando todos a perpetuarem a história do artesão. “Para nós, filhos, o reconhecimento do governador Paulo Câmara significa tudo, pois percebemos que o artesanato dele tem um valor e isso nos motiva a criar e continuar nesse trabalho, que era a vida de meu pai”, afirmou Ademilson que, junto a outros familiares, está presente na Fenearte em um amplo estande na Alameda dos Mestres. “Estamos expondo e vendendo peças do Mestre Eudócio e dos filhos dele, que continuaram seu trabalho”, completou.

[F] Aluisio Moreira/SEI

 

 

Pernambuco contabiliza mais de 5 mil casas danificadas após chuvas e enchente

O governo de Pernambuco apresentou hoje (2) o balanço dos estragos ocorridos com o grande volume de chuva que atingiu o estado, sobretudo no último fim de semana. As informações foram apresentadas a parlamentares federais e estaduais pernambucanos, em reunião no Palácio do Campo das Princesas, no Recife, nesta manhã. Também foi anunciado que o cadastramento das famílias para recebimento de benefícios como auxílio-moradia começará na próxima segunda-feira (5).

Pernambuco contabiliza 46.131 pessoas ainda desabrigadas ou desalojadas, após chuvas e enchente do fim de semana passado. Cerca de 5 mil casas foram danificadas.Aluísio Moreira/Governo de Pernambuco
De acordo com o balanço, 276 casas foram destruídas e 5.251 habitações foram danificadas. Em relação ao número de desalojados e desabrigados, a contabilidade atualmente é de 46.131 pessoas. De acordo com o governo estadual, o número já foi maior e agora está regredindo, porque muitas pessoas que deixaram suas casas temporariamente, por causa da inundação, estão retornando.

A prioridade de atendimento será para as pessoas desabrigadas que perderam suas casas definitivamente e estão em áreas vulneráveis, segundo o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Steffani. “Quem teve a casa destruída, não podemos de jeito nenhum deixar que elas voltem”, diz. Ao todo, 82 abrigos em 11 municípios alojam 3.081 pessoas desabrigadas. O cadastramento das famílias, a ser iniciado na segunda, ainda não teve seus detalhes definidos.

Saúde e educação – Em relação a prédios públicos da área de saúde, seis hospitais municipais e 60 postos de saúde foram danificados. Na parte de educação, 112 escolas municipais estão sem condição de funcionamento. Das 10 escolas estaduais sem aulas, uma está condenada, sete estão com problemas de infraestrutura e três foram usadas como abrigos. Outros prédios públicos atingidos incluem quatro delegacias e duas cadeias e 15 centros de Referência da Assistência Social (CRAS).

Também houve estrago em rodovias e acessos à zona rural. Segundo os dados, 50 rodovias tiveram pontos danificados e 276 pontes e passagens molhadas (construídas sobre córregos intermitentes) foram danificadas. Quatro municípios estão com acesso precário à sede, e 13 cidades têm acessos a distritos rurais prejudicados ou interrompidos.

Em relação ao abastecimento de água nos municípios atingidos, ainda restam 11 sistemas a serem reparados. Outros 23 já voltaram a operar. Nove municípios com operação da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) apresentam problema. Outras oito cidades que operam seus próprios sistemas foram atingidas e fizeram convênio com a empresa estadual para fazer o reestabelecimento.

O fornecimento de energia elétrica foi retomado em todos os municípios, embora ainda existam regiões às escuras nos municípios de Água Preta, Sirinhaém, Gameleira, Belém de Maria e Palmares. A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) trabalha para retomar a normalidade.

Ajuda humanitária – Além dos danos a estabelecimentos públicos e privados, a fase pós-enchente deixa um rastro de sujeira e entulho nas ruas. O governo estadual informa que está ajudando os municípios disponibilizando 69 máquinas para remover destroços, 21 carros-pipa e cerca de mil kits de limpeza.

Para alimentação e outras necessidades básicas, também há distribuição de kits. São 5.855 conjuntos de dormitórios e 5.785 colchões. Até ontem, a Central de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa) distribuiu mais de 73,5 quilos de comida; 39,2 mil litros de água; 10,8 mil pães; 18,5 kg de roupa e 15,6 mil quilos de material de limpeza.

Empresas privadas e a sociedade civil também estão contribuindo. Há pontos de coletas de donativos em diversos pontos de Pernambuco. O trabalho dos presidiários também está ajudando as vítimas do desastre: eles produzem 10 mil pães por dia para distribuição nos municípios.

Previsão do tempo – Também foi informada a situação atual em relação ao clima e ao nível dos rios. Nas últimas 12 horas, ocorreram chuvas de intensidade fraca no Agreste e fraca a moderada na Zona da Mata Sul. Havia o risco de chuva forte, mas o governo do estado informou que as nuvens previstas enfraqueceram antes de chegar na região. O município onde mais choveu ontem foi Gameleira, com 50 milímetros de chuva.

Sobre o nível dos rios, foi informado que apenas o Rio Ipojuca tem a tendência de ultrapassar o nível de alerta. Escada e Panelas estão ainda em alerta, mas descendo, e o restante está abaixo da cota de risco.

[T] Agência Brasil [F] Aluísio Moreira/Governo de Pernambuco

MPBA suspenderá expediente nesta sexta; MPPE mantém

A assessoria de comunicação do Ministério Público do Estado da Bahia informa que vai suspender o expediente em suas unidades na capital e interior do Estado nesta sexta-feira (28).

O MPBA justificou a “previsão de impacto no transporte público, segurança e funcionamento das instituições”, em virtude das manifestações da greve geral desta sexta. Os serviços administrativos considerados essenciais e/ou que não admitam interrupção serão realizados em regime de plantão.

Já o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio de nota no seu site, comunica que terá expediente normal em suas repartições em todo o Estado nesta sexta-feira.

[F] Divulgação

Dia Nacional da Caatinga será comemorado em Petrolina

A Embrapa Semiárido, em parceria com o 72 BIMtz, realizará, nos dias 27 e 28 de abril, um evento comemorativo ao Dia da Caatinga, com extensa programação contendo palestras, exposições e visitas ao parque zoobotânico.

As instituições IF Sertão, Univasf, Uneb, UPE, IBAMA e a ONG Amigos da Onça, também, estarão presentes, apoiando, ministrando palestras e expondo os produtos de suas atividades em prol da conservação do Bioma Caatinga, único ecossistema genuinamente brasileiro.

A abertura do evento dar-se-á às 08 horas, dia 2704, se estendendo até às 15h50. Durante esse período, o público poderá conhecer mais do nosso bioma através das palestras, dos objetos expostos por cada instituição e da visita ao parque zoobotânico. No dia 28/04, a programação seguirá o mesmo roteiro, porém, até às 12 horas.

Conhecer o Bioma Caatinga, sua importância e seu potencial facilita a sua manutenção e conservação, evitando a degradação de sua flora e fauna tão ricas e fundamentais para a região.

[F] Divulgação

Concurso dos Bombeiros em Pernambuco inscreve até este domingo

Terminam neste domingo (26) as inscrições para o concurso público para o corpo de bombeiros militar de Pernambuco. Ao todo, são oferecidas 300 vagas para o posto inicial de soldado, com reserva de 5% para candidatos com deficiência. As inscrições devem ser feitas no endereço eletrônico.

Para participar, o candidato deve ter no mínimo 18 anos completos até a data do ingresso e, no máximo 28 anos na data de inscrição do concurso. Além de escolaridade mínima de nível médio, possuir carteira de habilitação e altura mínima de 1,65m para homens, e 1,60m para mulheres. Os interessados devem realizar o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 129,60, preferencialmente em casa lotéricas, até o dia 27/03/2017.

A primeira etapa da seleção, que é composta do exame de habilidades e conhecimentos, exame de aptidão física, avaliação psicológica e exames médicos, será realizada pelo Instituto de Apoio à Fundação Universidade de Pernambuco (Iaupe). Já a segunda etapa, que consiste no Curso de Formação e Habilitação de Praças, será realizada pela Secretaria Estadual de Defesa Social (SDS).

Durante o curso de formação, os alunos receberão bolsa-auxílio no valor de R$ 970,42. Após conclusão do curso de formação, os nomeados terão remuneração de R$ 2.319,88 mensais.

O certame, autorizado através de portaria conjunta SAD/SDS no 006/2017, tem a validade de dois anos, prorrogável por igual período. A prova de conhecimentos será aplicada no dia 28/05/2017.

Outras informações podem ser obtidas no site do Conupe (www.upenet.com.br) no link SDS Bombeiro Militar – 2017, através do e-mail: conupe.bombeiros2017@gmail.com ou dos telefones: (81) 3033-7394 / 7397. O edital completo pode ser conferido no site.

Inventário investigará situação da caatinga em Pernambuco

O Serviço Florestal Brasileiro (SFB) vai desenvolver, a partir deste mês, o Inventário Florestal Nacional em Pernambuco (IFN-PE). Trata-se de um levantamento que vai revelar informações como o estado de conservação da caatinga no estado, estoque de carbono na floresta e outras informações. A iniciativa terá apoio do governo estadual, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas).

“O Inventário Florestal fará uma radiografia da biomassa florestal e do estoque de carbono e o levantamento das espécies arbóreas existentes em Pernambuco”, explica o gerente do Programa Mata Atlântica e Biodiversidade da Semas, Josemario Lucena.

Equipes irão a campo medir as árvores, analisar saúde e vitalidade, coletar amostras do solo e de material botânico, entre outros aspectos. O objetivo é conhecer não só a quantidade dos recursos como também o estado de conservação e a biodiversidade das florestas.

O levantamento será feito em 249 pontos distribuídos em mais de 115 municípios. Serão três equipes, num total de 15 profissionais, entre engenheiros florestais, biólogos e técnicos agropecuários.

A previsão é que o trabalho seja concluído em quatro meses. Serão investidos cerca de R$ 900 mil, com recursos do Projeto GEF (Global Environmental Facility) de Apoio ao IFN, geridos pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

O governo estadual será responsável por realizar o levantamento nas 82 Unidades de Conservação de Pernambuco, com recursos de compensação ambiental, no valor de R$ 1,5 milhão. De acordo com a Semas, essa segunda etapa ainda está em fase final de liberação de recursos.

Além disso, serão realizadas entrevistas com moradores do entorno das áreas pesquisadas sobre sua relação com a floresta e o uso dos recursos, como a utilização para alimentar o gado ou de lenha para cozinhar. Esse levantamento com a comunidade é uma das novidades da metodologia do IFN.

“É um trabalho aprofundado, em larga escala e feito de forma sistemática. É um valioso instrumento de suporte e orientação para os governos e a sociedade no desenvolvimento e implementação de políticas de manejo e conservação das florestas”, ressalta o diretor-geral do SFB, Raimundo Deusdará.

Políticas de meio ambiente – O secretário executivo da Semas, Carlos André Cavalcanti, reforça a importância do inventário para o desenvolvimento de políticas públicas.

“O Inventário Florestal Nacional em Pernambuco será de extrema importância para produzir conhecimentos sobre os recursos florestais do estado, fundamentando a formulação, implementação e execução de políticas públicas de desenvolvimento, uso e conservação desses recursos”, afirma.

[T] Portal Brasil/MMA [F] Paulo de Araújo/MMA

Água do Projeto São Francisco alcança a 4ª estação de bombeamento

No último domingo (12), as águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco chegaram à quarta estação de bombeamento (EBV-4) do Eixo Leste, na cidade de Custódia (PE), completando um percurso de 96,5 quilômetros desse trecho.

A partir de agora, o fluxo seguirá por gravidade até a quinta elevatória (EBV-5), localizada em Sertânia (PE). A expectativa do Ministério da Integração Nacional é atender a Monteiro (PB) em março.

Desde o último dia 30, a água avançou por mais de 60 quilômetros entre a terceira (EBV-3) e a quarta estação de bombeamento (EBV-4) do eixo, passando por três reservatórios (Salgueiro, Muquém e Cacimba Nova) e um aqueduto (Jacaré).

Quando for totalmente concluída, a maior obra de infraestrutura hídrica do País e prioridade do governo federal atenderá mais de 12 milhões de pessoas em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

[T] Portal Brasil/Ministério da Integração Nacional [F] Arquivo/Agência Brasil

Sesc vai abrir mais de 100 vagas para estágio em Pernambuco

O Sesc Pernambuco abre na próxima segunda-feira (26) processo seletivo de estágio em 14 municípios do Litoral ao Sertão. Ao todo, serão oferecidas 117 vagas para estudantes de curso superior, uma vaga para nível técnico em Segurança do Trabalho, além de cadastro de reserva para técnico em Edificações e Informática. Cinco por cento das vagas são reservadas para pessoas com deficiência. As inscrições devem ser realizadas até o dia 11 de janeiro de 2017, pelo endereço eletrônico. Após o ato da inscrição, os candidatos devem efetuar o pagamento da taxa no valor de R$ 35,00, de 12 a 17 de janeiro de 2017, em qualquer agência bancária.

Podem participar da seleção estudantes que estejam cursando Artes Plásticas/Visuais, Arquitetura, Administração, Biblioteconomia, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Dança, Design, Edificações (técnico), Educação Física (bacharelado), Engenharia Civil, Informática (técnico), Jornalismo, Letras, Medicina, Música, Nutrição, Odontologia, Pedagogia, Psicologia, Química, Serviço Social, Segurança do Trabalho (técnico), Teatro e Turismo.

Os estudantes de nível superior devem estar cursando os últimos quatro períodos da faculdade. Já os alunos de nível técnico devem estar matriculados no 2º ou 3º período no ato da convocação.  Só serão aprovados os alunos matriculados em cursos de nível superior ou técnico credenciados no Ministério da Educação ou no Conselho Estadual de Educação.

Os interessados devem ter disponibilidade para estagiar quatro horas diárias ou 20 semanais, no período mínimo de três meses e máximo de 10 meses. Os estagiários de curso superior vão ganhar bolsa de formação no valor de R$ 656,00 e os de nível técnico de R$ 430,00. Os estudantes receberão, também, auxílio-transporte de R$ 140,00.

No Recife, as vagas são destinadas à sede do Sesc, à unidade executiva e à Agência de Turismo Social, em Santo Amaro; às unidades executivas em Casa Amarela e Santa Rita; ao Restaurante Sesc no Shopping RioMar; e ao Banco de Alimentos, no Curado.  Na Região Metropolitana, as vagas são para as unidades de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes; e de Tiúma, em São Lourenço da Mata. No interior, os estagiários serão lotados em Goiana, Surubim, Caruaru, Belo Jardim, Garanhuns, Arcoverde, Buíque, Triunfo (hotel), Bodocó, Araripina e Petrolina.

A seleção é composta por três etapas: prova de conhecimento geral, análise comportamental e prova de informática para os candidatos a estágio nas áreas de Administração, Arquitetura, Design Gráfico, Psicologia, Técnico de Segurança do Trabalho, Técnico em Edificações e Técnico em Informática. O edital e o resultado de cada fase poderão ser conferidos no site da seleção do estágio do Sesc.