Petrolina sedia Marcha pela Ciência

Marcha pela Ciência

No próximo dia 22 de Abril, Dia da Terra, cientistas de todo o mundo marcharão em mais de 500 cidades ao redor do planeta para chamar atenção para o importante serviço que a comunidade científica presta à sociedade e pedir que os políticos parem de propor projetos que não sejam baseados em evidências. Lançada nos Estados Unidos em reação à tentativa de Donald Trump de desmontar organizações científicas do governo e passar decretos que vão contra evidências científicas, a Marcha pela Ciência logo ganhou adeptos por todo o mundo.

No Brasil, onde a ciência está em risco por conta dos cortes indiscriminados nos orçamentos do governo, estão confirmadas manifestações em mais de 10 cidades. Já têm site e/ou convocação nas redes sociais os eventos em Belém, Belo Horizonte, Diamantina, Natal, Pato Branco, Petrópolis, Petrolina, Porto Alegre, Manaus, Rio de Janeiro e São Paulo.

Em Petrolina a concentração será às 16h na Praça 21 de Setembro. A mobilização visa chamar a atenção para o valioso papel de serviço público que a ciência desempenha na sociedade, destacar a necessidade de uma educação científica contínua, lutar contra a discriminação dentro das próprias instituições e comunidades e reforçar que os políticos devem sempre propor e promulgar leis e politicas públicas baseadas em evidências científicas.

A questão dos cortes orçamentários será o principal mote da marcha no Rio de Janeiro, onde os organizadores utilizarão tesouras de papelão para fazer um “tesouraço” denunciando e criticando os enormes cortes que ocorreram nos recursos para Ciência & Tecnologia no país e no Rio de Janeiro, bem como em outras áreas como educação, meio ambiente, cultura etc.

As marchas estão sendo organizadas localmente por cientistas e entusiastas da ciência e envolvem instituições de ponta em ciência e educação.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *