Santa Cruz perde de virada e fica mais próximo da zona de rebaixamento

Santa-Cruz-(CoralNET)

Mais uma vez o Santa Cruz não fez valer o mando de campo e acabou derrotado. O mais de 4 mil torcedores presentes ontem (08) no Arruda viram mais uma atuação fraca e a zona de rebaixamento cada vez mais próxima. O tricolor abriu o placar com André Luis, mas acabou cedendo à virada na etapa final, estacionando nos 23 pontos e chegando ao quinto jogo seguido sem vitórias.

Givanildo Oliveira realizou apenas um treinamento para o jogo diante do Criciúma e resolveu mudar bastante a equipe. Foram seis com relação ao último duelo. Retornos e desfalques foram fundamentais para as substituições. O Santa Cruz foi escalado da seguinte forma: Júlio César; Alex Travassos, Jaime, Bruno Silva e Yuri; João Ananias, Derley; André Luis, Bruno Paulo, Ricardo Bueno e Halef Pitbull.

O início de partida não foi diferente do que o Santa Cruz vem apresentando nos últimos jogos. Muita posse de bola, mas pouca criação. Foi essa a tônica da primeira etapa. Mas o desfecho foi outro. Ainda se acostumando com a nova formação imposta por Givanildo Oliveira, o Mais Querido controlou as ações e sofreu poucos sustos. Júlio César foi exigido apenas uma vez. E na frente, André Luis aproveitou ótima assistência de Yuri para dar vantagem ao tricolor.

A história do segundo tempo foi diferente do primeiro. O Santa Cruz continuou sem criar jogadas ofensivas e viu o Criciúma aproveitar bem as chances e as falhas de marcação coral para virar o marcador. Mesmo voltando ao Arruda, a cobra coral não deu o bote certo e acabou derrotado pelo Tigre de Santa Catarina.

Modificações– Givanildo utilizou a primeira mudança aos 16 minutos do segundo tempo. Thiago Primão foi acionado na vaga de Halef Pitbull. Lesionado, Yuri pediu para sair aos 29 minutos dando lugar à Williams Luz. A última cartada de Givanildo após levar a virada foi a entrada de Julio Sheik na vaga de João Ananias.

Gols – Aos 29 minutos da etapa inicial o Santa Cruz abriu o placar com André Luis. Após boa tabela entre Yuri e Ricardo Bueno, o lateral deixou André livre dentro da área para empurrar para as redes. O Criciúma chegou ao empate com 2 minutos do segundo tempo. Silvinho driblou Jaime e ficou de frente com Júlio César, finalizando sem chance para o goleiro coral. A virada dos catarinenses aconteceu aos 31 minutos, com Alex Maranhão, de voleio.

[T] e [F] CoralNET

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *