Sento Sé

Sento-Sé: Plantio de mudas na entrada da cidade marcam o Dia do Meio Ambiente

Plantio---Sento-Sé

O plantio de 23 mudas de ipês (roxo, amarelo e branco) e duas jabuticabas em área verde da Avenida Raul Alves deu início ontem (05) a ação em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, no município de Sento Sé.

Participaram da ação a prefeita, Ana Passos, o secretário de Meio Ambiente, Izamar Reis, as crianças do serviço de convivência da Secretaria de Ação Social e os alunos do Colégio Estadual Dr. Juca Sento-Sé e da Escola João Paulo II.

O secretário de Meio Ambiente, fez uma avaliação desta ação. “É importante conscientizar nossas crianças para a necessidade de arborizar, preservar o meio ambiente e assegurar os recursos naturais para as futuras gerações”, afirmou Izamar Reis.

“Este é um bioma único, com espécies somente encontradas aqui, nós sertanejos devemos cuidar e preservar nossa vegetação”, disse a prefeita Ana Passos, sobre o bioma Caatinga.

DNPM autoriza extração de ametista em nova jazida na Bahia

Após a descoberta de uma jazida de pedra ametista na cidade de Sento Sé, no Norte da Bahia, o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) informou hoje (23) que autorizou a extração da rocha pelos mineiros da região, desde que a atividade seja regulamentada pelo órgão.

Segundo nota emitida pelo departamento ligado ao Ministério de Minas e Energia (MME), a prefeitura de Sento Sé deve fiscalizar e elaborar “ações de suporte” para reduzir os efeitos sociais e econômicos indesejados na cidade e no meio ambiente.

“Eu sou do ramo e sempre trabalhei com pedras. Nós avaliamos a situação aqui e uma outra equipe maior vai se concentrar para fazer uma avaliação de tudo que foi visto e analisado, para tratarmos da regularização, para dar tranquilidade ao garimpeiro. Esse é um novo garimpo que vai ser tão grande quanto o garimpo da cabeluda [também de Sento Sé]”, avaliou o superintendente do DNPM, Raimundo Sobreira Filho.

Descoberta – A mina de ametista foi descoberta por moradores, no início deste mês, no alto de uma das serras que contornam a cidade de Sento Sé, no garimpo de Quixaba, a cerca de 700 quilômetros da capital Salvador. A informação atraiu o interesse de moradores e milhares de pessoas que foram até a cidade, para trabalhar na extração da pedra considerada preciosa. O quilo do mineral chega a custar R$ 3 mil.

Ao saber da descoberta, geólogos e engenheiros de minas do DNPM foram à cidade para conhecer o local das extrações e conversaram com representantes da população e do governo municipal, entre os dias 16 e 17 de maio.

O órgão estima que mais de 3 mil pessoas oriundas de várias regiões do país se dirigiram ao garimpo Quixaba. A prefeitura da cidade, no entanto, avalia que cerca de 8 mil pessoas foram até a cidade. É o caso do garimpeiro Rosemiro Freire, vindo do município de Jussara, vizinho de Sento Sé. “Cheguei faz quatro dias. Tem muita pedra por aqui, muita gente veio e desistiu porque achou difícil, mas acho que quem desistiu é mole. A gente se mantém numa barraca e Deus dá recurso para nos alimentarmos aqui. Acho que esse garimpo vai durar a vida toda”, disse o garimpeiro de 83 anos, que atua na atividade desde os 20 e enxerga uma nova oportunidade de conseguir renda para a família.

Outro integrante da equipe do DNPM Bahia é o engenheiro de minas, Marco Freire. Para ele, a descoberta é uma opção para as pessoas que estão desempregadas e precisam de uma renda. Ele diz ver “com bons olhos” a oportunidade para as milhares de pessoas que se arriscam diariamente na atividade, mas quer garantir a segurança e assistência a essas pessoas.

“Nós vamos propor uma comissão mais ampla com outras instituições [oficiais e civis] para atuarmos em diversas frentes, segurança do trabalho, acesso, assistência social, uma força-tarefa. Ao DNPM compete agilizar o processo de regularização ou fiscalização”, afirma.

Segundo o DNPM, a reunião que dará início à regularização do garimpo será realizada em Salvador, mas ainda não há data prevista.

[T] Sayonara Moreno/Correspondente da Agência Brasil [F] Divulgação

Municípios do norte da Bahia receberão SAC Móvel

Para garantir aos cidadãos a emissão de documentos fundamentais ao exercício da cidadania, as carretas do SAC Móvel seguem visitando o interior do Estado, dessa vez levando para a região Norte os serviços de RG, CPF, antecedentes criminais, recadastramento de pensionistas do Estado e Ouvidoria. As visitas já começam a partir desta sexta-feira (28), quando a unidade itinerante chega a Sento Sé, e fica até o dia 29, atendendo na praça Doutor Juvêncio Alves, próximo à prefeitura.

De lá, a carreta segue para Sobradinho, onde estará nos dias 1º e 02/05, estacionada na Avenida José Balbino de Souza, em frente à Escola Municipal 24 de Fevereiro. Já quinta-feira (04), o SAC Móvel estará em Casa Nova, na Praça Dilson Viana de Castro, próximo à prefeitura.

Os municípios visitados em seguida são Remanso, nos dias 07 e 08/05 (domingo e segunda), onde estará na Praça Manoel Firmo Ribeiro, próximo ao Mercado Municipal; e Pilão Arcado (10 e 11/05), na Praça Coronel Frank Lins, próximo à prefeitura.

[F] Ascom Saeb

Prefeitura de Sento-Sé inicia recadastramento de servidores concursados

Prefeitura---Sento-Sé

A Prefeitura Municipal de Sento-Sé está realizando o recadastramento de todos os Servidores concursados do Município. A ação começou dia 11 de Janeiro e vai até o dia 09 de Fevereiro de 2017.

O novo cadastramento é um levantamento da quantidade de servidores para corrigir possíveis abusos. Como os casos de servidores que estão morando em outros municípios e continuam na folha de pagamento ou dos servidores que foram transferidos de local de trabalho de forma indevida.

De acordo com a Prefeita Ana Passos, essa medida está sendo tomada visando a atualização e organização da Prefeitura Municipal de Sento-Sé na nova gestão.

“É uma espécie de censo dos servidores, quantos são, quem são e onde estão lotados. Visando melhorar o atendimento à população”, finalizou Ana.

Manifestantes liberam temporariamente trecho da BA-210, em Sento-Sé

PROTESTO-BA210

Desde o início da última segunda-feira (13), o trecho da BA 210, entre os povoados de Piçarrão e Quixaba, em Sento Sé, estava interditado por manifestantes que buscam a recuperação da via. Na manhã desta terça-feira (14), por volta das 9h30, através de um conversa com o articulador político do Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf), Victor Berti, a estrada foi liberada.

Representando o presidente do Constesf e prefeito de Sobradinho, Luiz Vicente Berti, Victor, em sua conversa com os manifestantes, se comprometeu a levar um dos líderes da manifestação, Édio José dos Santos (Bozó), para uma reunião na Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra), para discutir os problemas da estrada. “A gente sabe as dificuldades que os agricultores da região estão passando, primeiro com a crise hídrica e agora com a dificuldade para escoar a produção por conta da estrada que, muitas vezes, danifica e até leva à perda dos produtos. A alternativa que trazemos para ajudar é intermediar uma conversa com o governo do estado, ainda nesta quarta-feira (15), para resolver essa questão da melhor maneira possível. Em troca, os manifestantes liberam a via para os produtores não perderem os produtos que estão parados na estrada”, afirmou.

De acordo com Bozó, essa já é a sexta vez que a via é bloqueada como forma de chamar atenção do poder público.  “O nosso objetivo aqui é conseguir os asfaltamento de Piçarrão até Quixaba e a recuperação da estrada que liga Quixaba até Sento Sé. Nós não queremos atrapalhar o trabalho e nem dar prejuízo a ninguém. Todo mundo está sofrendo, empresários e agricultores, então vamos todos nos juntarmos para resolver. Ficamos felizes com a ajuda do Constesf e vamos até Salvador para mostrar nossa urgência”, salientou.

Victor Berti aproveitou para esclarecer aos manifestantes que a responsabilidade de recuperação das estradas estaduais não é do Constesf. “O maquinário do Constesf é cedido para os municípios através de solicitação e cumprindo um cronograma. Cada município tem a responsabilidade sobre a máquina cedida pelo consórcio, tanto para usá-la como para mantê-la. As máquinas que recebemos do extinto Derba ainda estão sendo recolhidas e passarão por consertos e manutenção. Infelizmente o Constesf não dispõe de recursos para utilizar essas máquinas na recuperação de estrada, mas Luiz Vicente está colocando o Constesf à disposição para intermediar essa discussão entre os manifestantes e o estado”, explicou. As informações são de Jacqueline Santos, da Constesf.

[F] Felipe Henrique

Professores de Sento-Sé se formam pelo Parfor/UNEB

Formandos-do-municipio-de-Sento--Sé

Através do Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica (Parfor), o Departamento de Ciências Humanas, DCH III/Uneb, formou 98 novos profissionais docentes no município de Sento Sé, norte da Bahia.

A cerimônia de formatura contou com as presenças da diretora do DCHIII/Uneb, Márcia Guena, da vice-diretora Aurilene Rodrigues, do coordenador do Colegiado do curso de Pedagogia, José Flávio Soares, professores e servidores do DCH III/Uneb que colaboraram com o curso, além de familiares e amigos dos formandos.

Durante a cerimônia, a diretora Márcia Guena destacou que é preciso assegurar as condições necessárias para que os estudantes tenham uma formação de qualidade. “É necessário que o curso tenha um bom currículo para ser executado com o apoio dos coordenadores pedagógicos e professores. Precisamos também manter essa parceria entre a UNEB e os municípios para termos uma melhor execução e qualidade no do ensino”, explicou Márcia.

A vice-diretora Aurilene Rodrigues, falou sobre a avaliação desses programas e os reflexos dele para a educação básica em tempos de constantes mudanças social e política. “A formação do professor deve ser permanente. Essa formação, na maioria das vezes, é a inicial. Observamos que a partir desse programa nos municípios houve um grande avanço nas políticas de valorização do magistério, a exemplo da implantação dos planos carreira”, declarou a Vice-diretora.

Os cursos do Parfor são presenciais e com os professores em serviço, condição que possibilita uma melhor articulação entre teoria e prática. Há também a implantação de bibliotecas para os docentes dos municípios, potencializando os processos formativos destes profissionais.

Desde 1999, através do Programa Rede Uneb 2000, a Universidade do Estado da Bahia atua com a política de formação de professores das redes municipais e estadual de ensino. O objetivo é fortalecer as ações de oferta de programas especiais na formação docente para capacitar estes profissionais sem que haja necessidade de deslocamento para os grandes centros urbanos. Desde então, já foram formados, somente em Sento Sé, cerca de 250 professores.

Parfor – O Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica (Parfor) é resultado da ação conjunta do Ministério da Educação (MEC), de Instituições Públicas de Educação Superior (Ipes) e das secretarias de educação dos estados e municípios, no âmbito do Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação (PDE).

Desta forma, o Parfor é destinado aos professores das redes municipais e estadual que não tenham formação na área exigida. Eles participam do curso estando em exercício, o que possibilita assim maior integração dos conteúdos teórico-práticos. O programa tem a abrangência de 21 estados da Federação, por meio de 76 instituições públicas de educação superior, das quais 48 federais e 28 estaduais, com a colaboração de 14 universidades comunitárias.

 

Agricultores participam de palestras no entorno do Lago de Sobradinho

Semana_Itinerante_Pilao_Arcado_Foto_Marcelino_Ribeiro

“Sou muito acreditado da agricultura”, confessa seu Osmar Ferreira Campos, o Gringo, na saída das palestras sobre Produção Animal e Cultivos Alimentares no auditório da Secretaria Municipal de Educação, em Pilão Arcado. Carregando uma bolsa contendo embalagens de pequenas quantidades de sementes – de feijão, de sorgo, melancia forrageira -, duas estacas de gliricídia e publicações técnicas elaboradas por pesquisadores da Embrapa Semiárido e da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), ele afirma a vantagem que é participar de “cursos” que oferecem alternativas para melhorar a produção na roça.

Foi participando de “uns cursos” na Paróquia, na Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), no Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (IRPAA) que se sentiu despertado para adotar outros manejos, além daqueles aprendidos com o seu avô no Caldeirão de Zé Ferreira, zona rural do município de Pilão Arcado. Em especial, a preparação para passar longo período de seca na sua região.

Nas chuvas, conta ele, nunca deixou o hábito do cultivo de mandioca, feijão, melancia, abóbora. Os bodes, os porcos e as galinhas abastecem a família de comida e, mesmo, alguma renda. Contudo, sem estar “bem preparado”, a seca fazia passar por muitas dificuldades. Mas vieram os cursos, e “de uns tempos para cá, a gente vem se planejando”, cultivando palma e leucena para garantir o sustento do rebanho. “Acho que depois dos cursos a gente tem é crescido o criatório”, afirma o agricultor.

As palestras assistidas por seu Osmar foram programadas pela coordenação do Projeto Lago de Sobradinho, com o objetivo de comemorar o Ano Internacional da Agricultura Familiar nos cinco municípios localizados às margens do lago: Casa Nova, Pilão Arcado, Remando, Sobradinho e Sento Sé. Num itinerário movimentado, 25 pesquisadores e técnicos da Embrapa, Univasf, EBDA, da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), vão passar por cada uma dessas cidades cumprindo uma agenda de 15 palestras.

A Semana Itinerante começou no dia 10 de novembro, em Pilão Arcado. No dia 11, as palestras aconteceramm em Remanso, dia 12 em Casa Nova e dia 13 será a vez de Sobradinho. As atividades com os pesquisadores, professores e técnicos serão concluídas na cidade de Sento Sé, no dia 14. Os cinco municípios estão localizados nas margens do lago formado pela Barragem de Sobradinho, no sertão da Bahia.

Semana Itinerante divulga tecnologias de convivência com o Semiárido

Silagem_Sento_Sé

Começou segunda-feira (10), em Pilão Arcado, e se estende até sexta-feira (14), em Sento Sé, as comemorações do Ano Internacional da Agricultura Familiar programadas pela Embrapa Semiárido e a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF) nos municípios localizados às margens do lago formado pela Barragem de Sobradinho, no rio São Francisco. Os eventos acontecem em Remanso (11), Casa Nova (12) e Sobradinho (13).

Em cada cidade, as duas instituições “desembarcam” uma equipe composta por 25 pesquisadores, professores e técnicos, especialistas em quatro temas de importância econômica e agrícola nessa região: produção animal e cultivos alimentares, agricultura em área irrigada e código florestal, fruteiras nativas e beneficiamento, e apicultura e meliponicultura. Os temas serão desdobrados em 16 palestras que acontecerão diariamente e de forma simultânea.

Acesso – A Embrapa e a CHESF já atuam nesses municípios baianos desde o ano de 2010 por meio do Projeto Lago de Sobradinho. Apoiado pelas prefeituras e órgãos do Governo da Bahia nas áreas de pesquisa e extensão rural, e de meio ambiente, põe em prática atividades de treinamento, capacitações e demonstrações de tecnologias dos 14 planos de ação do Projeto que pretende superar problemas estruturais da agropecuária local: a pequena apropriação de tecnologias, as baixas produtividades e a degradação dos recursos naturais.

Com a Semana Itinerante, as duas instituições buscam integrar mais agricultores às inovações em áreas como caprinovinocultura, fruticultura de sequeiro, agricultura irrigada e recuperação de mata ciliar. Aos que se inscreverem para as palestras, os organizadores irão distribuir sementes e publicações informativas sobre tecnologias para a convivência com o semiárido.

Sementes do milho Sertanejo, dos feijões Pujante e Maratoã, dos sorgos Ponta Negra e IPA 1011, e de melancia forrageira estão embalados em sacos de 100 gramas para serem entregues no ato da inscrição. Neste momento, os organizadores ainda fornecerão cerca de 15 mil estacas de gliricídia.

Esta iniciativa se soma a outras já em andamento para expandir o acesso a esses materiais adaptados ao ambiente quente e seco e melhorar a estrutura de produção das propriedades. De palma, por exemplo, já foram entregues mais de 104 mil mudas da variedade Orelha de Elefante que é resistente à praga Cochonilha do Carmim.

Neste ano, assim que começar o período das chuvas, cerca de 80 mil mudas de espécies forrageiras permanentes (leucena e gliricídia) e 21 toneladas de sementes de milho, feijão e sorgo deverão ser doadas aos agricultores e às suas associações.

Na realização da Semana Itinerante, a Embrapa Semiárido e a CHESF têm o apoio da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), da Bahia Pesca, do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Codevasf e o Fórum Regional de Desenvolvimento Sustentável dos Municípios da Borda do Lago de Sobradinho.

Confira aqui a programação do evento.

Chesf e parceiras investem R$ 5,2 bilhões em eólicas no NE

PARQUE-EOLICO-SENTOSE-2

Com investimentos que somam R$ 5,2 bilhões, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) está se tornando uma das principais empreendedoras de geração eólica do País, com dezenas de projetos, a maioria em parceria com outras empresas, em diversas fases de implantação, para entrada em operação principalmente em 2015 e 2016. As obras são todas localizadas no Nordeste, área onde estão suas principais instalações – hidrelétricas, subestações e linhas de transmissão.

Na Bahia, já está em operação a Eólica Sento-Sé, com capacidade instalada de 90MW, e que chegará a 150MW quando estiver concluída, até o final de 2016, em parceria com a Brennand Energia. Também na Bahia, será construído o Complexo de Pindaí, em parceria com a Sequóia Energia, com 11 parques com capacidade de 164MW. E, no município de Casa Nova está o maior investimento corporativo da Companhia, de R$ 930 milhões, com previsão de operação para 2015.  “Casa Nova é composto por três parques, com capacidade instalada de 180MW, 28MW e 26MW, somando 234MW. Será um dos maiores empreendimentos de geração de energia eólica do País”, disse o presidente da Chesf, Antônio Varejão.

Ele acrescentou que Casa Nova é um investimento corporativo, ou seja, sem formação de Sociedade de Propósito Específico (SPE), como nos outros em que atua com parceiros privados. Em todas as parcerias, a Chesf entra com participação de 49%. A energia gerada por Casa Nova I, II e III será suficiente para abastecer uma população de, aproximadamente, 1,6 milhão de habitantes.

Além da Bahia, onde já mantém boa parte de suas unidades de geração de energia – hidrelétricas e, agora, parques eólicos –, a Chesf está de olho na diversificação de sua matriz energética e no aproveitamento das oportunidades em outros Estados do Nordeste. A Empresa tem projetos de geração eólica no Piauí, Rio Grande do Norte, e Pernambuco.

Com R$ 1,6 bilhão previstos para investimentos, o Piauí deverá contar com dois complexos que, juntos, produzirão 390MW de energia elétrica, em parcerias com as empresas Contour Global e Casa dos Ventos. “Ventos Santa Joana” terá sete parques e “Ventos de Santo Augusto”, seis parques, a serem entregues em 2015 e 2016, respectivamente.
Em Pernambuco, a oportunidade está no município de Garanhuns, com um conjunto de quatro parques com capacidade instalada de 120 MW, denominado Serra das Vacas, de R$ 480 milhões, em parceria com a PEC Energia, também para 2015.

Já no Rio Grande do Norte, na Serra do Mel, a Chesf está investindo um total de R$ 450 milhões, em parceria com os grupos Encalso-Damha e Voltália, no complexo eólico com quatro parques e capacidade instalada de 111 MW.
Para o presidente da Chesf, todos esses investimentos são uma demonstração de força da Empresa, que está buscando novas receitas para equilibrar suas contas, mantendo sua credibilidade no mercado. As informações são da Assessoria de Imprensa da Chesf.

[F] Manu Dias/GovBA

Sento Sé: Ednaldo Barros reassume a Prefeitura

Ednaldo-Barros

Depois de quinze dias afastado do cargo por determinação da segunda câmara do Tribunal de Justiça da Bahia, o prefeito de Sento-Sé Ednaldo dos Santos Barros foi reconduzido ao cargo na última sexta-feira (11), através de liminar deferida pelo Ministro Felix Ficher do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O vice-prefeito Manoel da Paixão dos Santos Reis chegou a ser empossado no dia 1º de julho, por determinação da Desembargadora Ivete Caldas da Silva.